Templates da Lua

Créditos

Templates da Lua - templates para blogs
Essa página é hospedada no Blogger. A sua não é?

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

And you...what have you done lately?

Wanted - O procurado

AE AE AE AE AE AE AE! Fui na estréia. Primeiro o grande stress. Depois da imensa facilidade de convencer meu pai a ir, chego no cinema e não consigo os ingressos pois a censura é 18 anos e minha irmã não entra nem acompanhada pelo pai. Nervoso, vontade de chorar. não vou embora sem ver esse filme. Meu pai tem a solução. Ele vai assistir Batman com minha irmã, e vou eu e minha mãe ver o filme! AE AE AE AE AE AE AE !
Aquele medinho bate enquanto as luzes se apagam. Será que é sem noção? será que é sem história, uma bosta, só tiro e porrada?
O filme começa. vemos Wesley (groupie mode on: LINDOOOO!) em sua vidinha patética na festa de aniversário da chefe, descobrindo que a busca por seu nome no Google acaba sem resultado. Vemos sua namorada transando com seu "melhor amigo". vidinha de merda.
Depois, vemos um homem, assassino profissional, em cima de um prédio, acabando com os inimigos de forma impressionante. Uma ligação. Tudo foi uma isca. Ele foi traido. Ele morre.


Em seguida, aparece para o patético Wesley Fox, a Jolie, em um papel diminuto, porém digno, avisando ao pequeno insignificante que seu pai morreu, no topo de um prédio, e seu assassino está atrás dele agora.
Uma luta que sai do supermercado até sequencias incríveis de perseguição de carro. Wesley vai parar em um lugar estranho, com pessoas estranhas, pessoas que apontam uma arma na sua cabeça e pedem para ele atirar nas asas das moscas no lixo. Ele atira, seu ataque de panico se descontrola mais uma vez. Ele acorda, em sua casa. Sonho? mas foi tão real. Tão real, mas sonho. Sonho? uma arma cai de seu bolso. Não foi sonho.
Ele volta a sua vida patética de contador. Sua chefe o importuna, o "amigo" o importuna, Sua conta está com um saldo milionário. Ele toma coragem, manda a chefe à merda e desse a porrada no traíra. Sai, e se encontra com Fox. Começa aí o Procurado.
o filme fala de uma Fraternidade de assassinos, criada por um grupo de tecelões, que assassina pessoas que devem morrer, escolhidas pelo destino. Kill one, save a thousand. Um treinamento duro transforma Wesley no que ele deveria ser. Ele aprende a curvar as balas. a superar as leis da física. a parar o tempo, a diminuir a velocidade das coisas. Ele se torna um membro.
Uma história está por trás disso tudo. Ele deve matar o homem que matou seu pai. Deve estar pronto para enfrentar o homem que se virou contra a Fraternidade.
Conspirações, mentiras, e uma boa dose de sangue.
O Procurado não seria tão violento não fosse o talento de seu diretor. E violento não é uma crítica. É um elogio. Se não fosse assim, seria mais um filme de ação baseado em quadrinhos. uma sessão da tarde, um reles Homem Aranha.
O filme leva todos os sentidos ao extremo. Slow motion, silêncio, estrondos, suspense, close ups, uma trilha sonora fudida (Danny Elfman, confirma minhas suspeitas nos créditos.). Tudo te deixa na ponta da cadeira, sem tirar os olhos da tela, sem piscar. Tudo pode mudar, o que vai acontecer, o que é isso?
Intenso. muito intenso. e com uma história atrás de tudo. não é violencia gratuita.
Como disse, Angelina Jolie em papel digno, porém supérfluo algumas vezes. Não há nada de mais em sua Fox, mesmo nos momentos em que ela parece ser decisiva. Mas seu talento e sua presença fazem de Fox uma personagem a se lembrar. Morgan Freeman, no melhor estilo Lawrence "Morpheus" Fishburne, é o líder da Fraternidade, o intocado, o Prof. Xavier.
E James.. não porque eu sou fã dele, e porque desde Reparação eu prometi segui-lo por toda a eternidade. Esqueça James McAvoy de Reparação, Penélope ou Starter for ten. Pense um pouco em James McAvoy de O ultimo rei da escócia, e um pouco mais em James de Macbeth. Agora acrescente um James de filme de ação, com uma presença tamanha, que expressa a insignificancia no início e a transformação no final com tamanha potência que não fica forçado, apesar de ser meio difícil tal transformação, pelo modo que Wesley é apresentado. Um James que pula na frente de carros, irônico, determinado, sedento por vingança. groupie mode:ON - Um James forte, mais forte do que Robbie Turner, sexy, seus olhos azuis (baby blue eyes, como ele mesmo define) na ponta da câmera, destacados pra caramba. Um James que acaba de assinar sua entrada para o Hall das super estrelas de Hollywood. Um James que será conhecido entre aqueles que não manjam de cinema, e que não se enfiaram em cinemas b-side da Paulista pois era o unico lugar que se poderia ver Atonement, ou que lotam o pc com filmes como Bollywood Queen, que em minha singela opinião de fã deveria ser eximado da face da terra, pelo bem de sua carreira (mas deixando a minha cópia, please!)
James, You RULE MAN! Way to go!
O procurado é o filme mais nervoso, impactante e impressionante que eu já vi. Mais do que isso, talvez, só Laranja Mecânica. Mas é o melhor filme que eu vi esse ano, e um dos melhores que eu ja vi na minha vida. Quem quiser ver, vá ver no cinema. Não sei se o impacto será igual em video, a não ser que vc tenha uma plasma de 50' com um sistema completo de som. Ameaço dizer que pode ser separador de àguas, como Matrix foi à 10 anos atrás... por que não?
Listening to - Danny Elfman - Fox's Story - Wanted OST

Um comentário:

Mestre Zen disse...

Fiquei até com medo de comentar, tamanha a empolgação hehehe
Eu adorei o filme, ainda mais sendo o diretor que é, de Guardiões da Noite/Dia/Crepúsculo, etc. Não diria que é tão revolucionário como filme, mas é uma diversão mega-master-ultra-foda mesmo.
Eu tenho que admitir, pulei o momento "groupie" da crítica hehehe